quinta-feira, julho 10, 2008

Psicologia

Tens uma vida normal
Mas pressentes que afinal
As coisas todas são esquisitas
Este mundo é um buraco de animal
Sentes-te mal e hesitas

Pedes ajuda a alguém
Se houver remédios também
Não dizes não
Já viste o procedimento todo na televisão
Diz Freud "a culpa é da mãe"

Pagas para desabafar
Coisas que andas a pensar
Sobre o futuro e o passado mal passado
Que te está a atormentar
Man, andas a descompensar

Psicologia, factor de stress.
Esquizofrenia é uma mania,
Dá em gente com um ego que aborrece.
Há tanta coisa que enlouquece.

Vais de consulta em consulta
Mas nada disto resulta
E então aderes a outras modas mais em voga
Que convertem gente culta
Juntas-te ao culto do yoga

Destróis teu ego fatal
Depois constróis em espiral
Uma descida sem retorno e destemida
Com um desfecho banal
És só mais um suícida

Isto são coisas tão fáceis
São só doenças portáteis
Que se apoderam das cabeças mais modernas
Em alturas mais voláteis
Sentes-te só e hibernas

Psicologia, factor de stress.
Esquizofrenia é uma mania,
Dá em gente com um ego que aborrece.
Há tanta coisa que enlouquece.

Psicologia, factor de stress.
Esquizofrenia é uma mania,
Dá em gente com um ego que aborrece.
Há tanta coisa que enlouquece.

(Feromona)

Psicologia - Feromona

Etiquetas:

2 Comments:

Blogger Patricia said...

Esta música foi a última pazada para o buraco em que me tenho sentido nestes últimos dias.

Ainda assim acho que vou adiar as consultas :)

****

8:49 da tarde  
Blogger Nuno Guronsan said...

Gosto especialmente da última frase da letra da canção. Não sei se me faço entender, mas ilustra bem aquilo que às vezes se passa à minha volta. Especialmente no escritório... :)))

Adia, adia, que isso não resolver em nada os problemas. E eu que tenho uma amiga psicóloga... Espero que ela não passe por aqui...

Beijos.

9:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home