terça-feira, julho 31, 2012

Porto Santo

De um porto perdido
Um dia partiu
Ele amor perdido
Quem será que o viu

Eu conto a quem passa
Levou-te o mar
Há festa na praça
Já nem sei dançar

Mas à noite
Há vozes aqui
São de longe, tão longe
E falam de ti

Um porto perdido
Um dia encontrou
Ele amor perdido
Que sempre voltou

Eu conto a quem passa
A vida no mar
Já cantam na praça
E vamos dançar

Mas à noite
Há vozes aqui
São de longe, tão longe
E chamam por ti

(Sétima Legião)





Etiquetas:

4 Comments:

Blogger A.na said...

Os Sétima Legião são uma banda de sempre, que adoro, mas que marcaram um período muito específico e extremamente feliz da minha vida - talvez também um dos mais infelizes.

As histórias de amor são assim, derradeiras, socos no estômago e, mais tarde, na memória. Mais do que nas fotografias que são tão cruas, tão ausentes de tudo o que se viveu, porque não passam de imagens de algo ou de alguém que já não amamos, as músicas lembram-nos aquilo que vivemos, que sentimos e acima de tudo, a pessoa que éramos, que fomos, que destruimos, uma faísca que ardeu e se perdeu.

A história reescreve-se sempre, por outras palavras, com novas memórias, com outra pessoa, mas a música traz-nos de volta tudo o que fomos e todas as sensações de um momento único na nossa vida.

Apenas por esta música, hoje, Nuno, e sem o saberes :) obrigada.

3:13 da manhã  
Blogger Nuno Guronsan said...

Belo regresso aos comentários, minha querida. E, se não te importas, vou levar estas tuas palavras para outro Espaço... Deixas, não deixas?

E eu é que agradeço, por estares sempre desse lado, amiga. Sabendo ou não.

Beijos grandes, amiga!

10:00 da tarde  
Blogger Girl Afraid said...

:) always here :)

12:23 da manhã  
Blogger Nuno Guronsan said...

E ainda bem! :)

10:06 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home