sexta-feira, junho 29, 2007

Os Demitidos


Estás demitido, obviamente demitido
tu nunca roubaste um beijo
e fazes pouco das emoções
és o espantalho dos amantes.
Estás demitido, obviamente demitido
evitas a competência
não reconheces o mérito
és um pilar da cepa torta

E assim vamos vivendo
na província dos obséquios
cedendo e pactuando enquanto der
filósofos sem arte, afugentamos o desejo
temos preguiça de viver

Estás demitido, obviamente demitido
subornas os próprios filhos
trocaste o tempo por máquinas
tu és um pai desnaturado.
Estás demitido, obviamente demitido
arrasas a obra alheia
às vezes usas pseudónimo
tu és um crítico de merda

E assim vamos vivendo...

Estás demitido, obviamente demitido
encostas-te às convergências
nunca investiste num ideal
tu sempre foste um demitido
tu foste sempre um demitido
já nasceste demitido!

(Jorge Palma)

Etiquetas:

3 Comments:

Blogger Maria P. said...

Jorge Palma sempre!

Beijinhos e boa semana*

10:49 da tarde  
Blogger Patricia said...

Conheço uma fã incondicional de Jorge Palma. Vou apresentar-lhe o nosso canto...

1:02 da manhã  
Blogger A said...

Esta música faz parte de um álbum que devorei durante dias e dias e semanas consecutivos... marcou uma fase negra da minha vida...


... muitas vezes os demitidos são os outros enquanto nos convencemos a nós próprios de que estamos errados e fazemos tudo mal...

5:56 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home