terça-feira, janeiro 27, 2009

No Mar Das Tuas Pernas

No mar das tuas pernas

é que mora a saudade

e as horas são eternas

quando tenho vontade

de me ir afogar

naquela onda

que o céu quer ocultar

na sombra dos teus seios

é que eu vou descobrindo

que o mal dos meus anseios

é que ao ver-te eu vou indo

sem me recordar

de tudo aquilo

que eu nunca vou deixar

bocas, beijos e ais

a dor que traduzi

nos restos imortais

que eu compreendi

ao estar dentro de ti

o teu suor passei

sobre o meu peito liso

pressinto a maré cheia

que chega sem aviso

para inundar

a tua alma

que é feita só de mar

bocas, beijos e ais

a dor que traduzi

nos meus restos imortais

que eu compreendi

ao estar dentro de ti

o corpo está cansado

um barco chega ao cais

mas vendo o teu bailado

digo que quero mais

vem-te afogar

no mar da minha solidão

(Rabih Abou-Khalil com Ricardo Ribeiro)



Etiquetas: ,

2 Comments:

Blogger Patricia said...

Não consegui deixar de rir quando vi a foto e o título da canção. De repente pensei que os bailaricos de verão (e as suas músicas populares*) tivessem chegado mais cedo.

Mas foi uma excelente surpresa quando associei o som à letra. Já devia ter aprendido a não julgar uma música pelo seu titulo.

***

*(músicas estas que terão concerteza o seu devido espaço aqui no canções)

12:08 da manhã  
Blogger Nuno Guronsan said...

Lindo...
Estiveste muito bem, agora.
:)

E que saudades do verão (não necessariamente dos bailairicos)...

Beijos.

10:13 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home